Grupo de AP - Escola Secundária de Pombal, 12º B, ano lectivo 2009/2010 - enfrenta com bravura artigos sobre neurociência, empresas de brain fitness, teorias de auto-ajuda e a preguiça para descobrir como pôr os seus neurónios a cintilar.

.tags

. todas as tags

.posts recentes

. Créditos Finais

. Desenhos de Santiago Ramó...

. O Caminho para a Memória ...

. Balanço do Dia da Ginásti...

. ...

. Brain Awareness Week

. ...

. O Cérebro na Cultura

. Deram-nos Um Dia!

. Brain Fitness: Whatahell?

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

Diário de Bordo (Light)

As coisas estão a correr com suavidade: já arranjamos uma conta num sítio simpático com contadores e livro de visitas, as nossas assinaturas estão a ser digitalizadas, as inscrições para trazer senhores doutores à escola revelaram-se muito mais simples do que esperávamos, e a Denise e a Inês passaram 45 minutos da aula a avaliar a escola num inquérito online. Se não fosse irmos ter teste de Biologia a seguir, a vida corria-nos bem.

 

Enfim, o verdadeiro objectivo deste post é informar que já colocámos as repostas no post original do inquérito (ali em baixo), usando a belíssima ferramenta de esconder texto (we <3 Sapo novamente).

sinto-me: Nervosas
publicado por Os Neurónios às 11:30
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

As Questões do Koios

Começando pelo início e respondendo às questões que urgem ser respondidas: o Koios é a nossa mascote. O site Behind The Name foi quase tão visitado quanto a Wikipedia ao longo do nosso trabalho, e uma das mais acessas discussões internas foi qual dos nomes que significavam "inteligência" devíamos pôr ao boneco. Isto para explicar que Koios tem o nome do titã da inteligência na mitologia grega. Adiante.

 

Trabalho de AP que se preze tem que distribuir inquéritos pela escola, e foi nesta linha de pensamento que surgiram as nossas questões sobre propriedades fantásticas do cérebro (ou então magníficas falsidades). Entretanto, ponderámos que recolher as respostas seria completamente irrelevante, já que o objectivo era provocar a reflexão e trazer clientela aqui ao blog. Bem sabemos que "provocar a reflexão" soa presumido, mas estudámos a reacção às perguntas num ambiente controlado (a turma, óbvio) e somos pessoas felizes quando dizemos que houve confusão e gritaria e pouco faltou para a porrada. De qualquer forma, aqui estão as perguntas. Sintam-se à vontade para responder nos comentários (a todas, a metade, só a uma, etc.).

  1. Só usamos 10% do nosso cérebro.
  2. Os neurónios nunca são substituídos ao longo da vida adulta.
  3. Sudoku e outros jogos de lógica podem melhorar e tornar mais rápido o nosso raciocínio.
  4. Existem áreas específicas para cada uma das funcionalidades (visão, audição, leitura, criatividade, etc.) do cérebro.
  5. Uma pessoa sofre um aneurisma que mata uma parte do cérebro e perde determinadas capacidades; partes saudáveis do cérebro podem modificar-se para desempenhar essas tarefas.
  6. Um violinista utiliza a mão direita para segurar o arco, um movimento simples, enquanto a mão esquerda faz vários movimentos; logo, a região que coordena a mão esquerda é mais desenvolvida e maior do que a coordena a mão direita.
  7. Ver televisão torna-nos estúpidos.
  8. Se nos habituarmos a fazer determinada actividade, o cérebro vai progressivamente esforçar-se menos para a desempenhar.
  9. Os cérebros de pessoas mais inteligentes demonstram um maior nível de actividade.
  10. O exercício físico tem um efeito directo num melhor desempenho do cérebro.

 

publicado por Os Neurónios às 22:24
link do post | comentar | favorito
|

Apresentação

Esta é a segunda versão de um blog sobre um trabalho de Área Projecto do 12º ano da Escola Secundária de Pombal, turma B, grupo 1. A primeira versão foi mandada abaixo depois um certo membro do grupo ter feito em água a cabecinha de cada um dos três outros membros, insistindo e implorando para que se reiniciasse o blog.

O grupo é constituído por quatro raparigas (logo o trabalho sofrerá com falta de autonomia e coordenação espacial artigo sobre diferenças mentais entre sexos), todas de 17 anos e pouco dadas a apresentações. Mas, enfim:

  • Denise: a entusiasta-mor do blog, sempre útil para ter por perto pela sua facilidade em sugerir bibliografia, uma descuidada de primeira que gosta de despachar tarefas com um "tá bom!", desorientadinha e stressadinha.
  • Inês: porta-voz oficial, rapariga das curiosidades, tem repentes de autoritarismo que não funcionam porque a resposta do grupo ao autoritarismo costuma ser "ámen", desdentada.
  • Mariana: contratada para o grupo devido às suas habilidades artísticas, olho clínico para imperfeições e piroseiras inestéticas, passa a vida a irritar as pessoas por ser tão fofinha, quando não está a ser fofinha está a ter ideias disparatadas extravagantes.
  • Soraia: rapariga prática e desembaraçada, a quem cabe muitas vezes trazer o resto do grupo  de volta à terra e acabar com pieguices (excepto com a mascote), gosta de manter um low profile, também desdentada.

(gostaria apenas de realçar o facto de, não obstante o grupo ser constituído por pessoas de 17 anos, algumas quase 18, temos duas pessoas que perderam recentemente um dente de leite - este aparte poderá ou não estar relacionado com a recusa de certos indivíduos em escreverem uma descrição de si mesmos)

 

Devido a vários motivos (simplicidade, economia de tempo, preguiça) não criámos todas a uma conta própria no Sapo, mas apenas uma conta conjunta, sob o nome de Neurónios. Desta forma, tecnicamente, o blog apenas tem um autor; de modo a não criar confusões quanto ao estilo de escrita e afins, quem escreveu o post assinará por baixo.

Passemos ao trabalho em si. Definimos o nosso projecto como

… no início do primeiro período:

Um trabalho sobre neurociências. Desenhámos uma coroa sobre a palavra neurociências. Desenhámos pedras preciosas nessa coroa (mais precisamente, duas esmeraldas, duas safiras e um rubi). Calculámos as probabilidades de obtermos autorizações para dissecar cérebros e conservá-los em formol (presumivelmente, os cérebros conservados não seriam os mesmos a serem dissecados, dado que é com bases empíricas que se sabe que material biológico junto das nossas pessoas e de um bisturi sairá em farrapos). Passado uma aula ou duas, lá chegámos a alguns ponto de acordo, a saber:

  • Usar diferentes tipos de letra num documento é piroso.
  • Usar o tipo de letra Comic Sans MS é infantil, e portanto piroso.
  • Fazer apresentações à Hi5 no PowerPoint final é extremamente piroso.
  • Abandonar um blog, principalmente um de Área Projecto, é imperdoavelmente piroso (caras culpadas e um sonoro e prolongado "ooops").

… fim do primeiro período:

Estava um belo Domingo quando Deus decidiu intervir e fornecer-nos alguma luz; isto é, a Fnac dispôs à nossa frente um livro sobre neuróbica, de acordo com um plano inteligível (muito). E foi assim que nós abandonámos o gigantesco pântano das neurociências onde andávamos a patinar durante um par de meses e nos decidimos focar na teoria do exercício mental e na crescente indústria relacionada, que era um belo charco da águas paradas no meio do pântano.

 

E assim é. Neste blog escreveremos sobre o conceito de ginástica mental e a propriedade do cérebro em que está fundamentado, a neuroplasticidade. E sobre as coisas relacionadas vagamente com o cérebro a que acharmos piada. Esperem posts com choraminguice sobre o trabalho por fazer, também. 

publicado por Os Neurónios às 21:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.pesquisar

 

.Feed deste blog

.Sites Úteis

Sharp Brains(inglês)
Lumosity (inglês)
Sporcle (inglês)
Science Daily: Mind&Brain News (inglês)
Dana Foundation (inglês)
Ciência Viva

.Companheiros de Infortúnio

Green Project
SciArt (à espera de inauguração)
A Memória
Entre Hemisférios
FAZciência